10 dicas para fazer a mudança sem dores de cabeça

Você escolheu o seu novo imóvel, assinou o contrato e não vê a hora de chegar em seu novo lar, não é mesmo? Mas antes de curtir a casa nova é preciso pensar na mudança, e este processo pode ser trabalhoso e complicado. Porém, com as nossas dicas você vai ver que não precisa ser uma dor de cabeça.

Transportar os pertences de um lar para outro exige bastante paciência, por isso, fazer um bom planejamento é essencial e deixa tudo mais fácil, afinal, a mudança começa muito antes de colocar as caixas no caminhão.

Confira 10 dicas que a Galvão Locações preparou para facilitar a sua vida e a sua mudança:

1. Faça uma lista

dicas para fazer mudança de casa

Antes de começar a planejar sua mudança faça uma lista com a programação de tarefas e datas importantes, anote tudo o que você precisa comprar: etiquetas, caixas, canetas, plástico bolha, orçamentos de empresas de mudança, etc.

As listas também ajudam na hora de organizar o que ficará em cada ambiente da casa nova. Procure ter essa lista sempre à mão e risque tudo que você já resolveu.

2. Escolha uma empresa de mudança experiente e de confiança

Na hora de escolher a empresa que fará o transporte da sua mudança, procure uma transportadora ou serviço de frete especializado, que tenha experiência e boas recomendações. Para isso, é importante verificar indicações confiáveis e sempre confirmar os horários para evitar surpresas e possíveis atrasos.

Você pode escolher entre contratar um frete ou uma transportadora de mudanças. Os fretes fazem mudança de baixo custo, de pequenas cargas, para lugares próximos e não embalam os seus pertences.

As transportadoras fazem mudanças de qualquer porte e normalmente disponibilizam uma equipe para empacotar e carregar todos os seus móveis e objetos no caminhão. Neste caso, o seu único trabalho será direcionar as caixas e informar os objetos mais sensíveis que devem ser transportados com mais cuidado. Há também empresas que disponibilizam um caminhão pequeno para levar os móveis e o restante de seus pertences você mesmo deverá encaixotar.

Dica importante: verifique se há seguro dos itens transportados e exija um contrato que estipule horários de saída e chegada, valores e forma de pagamento. Assim, no caso de extravio, avaria ou não cumprimento de contrato, você poderá reclamar seus direitos.

 3. Verifique as regras do condomínio

Fique atento às regras de apartamentos e condomínios sobre mudanças. Você deve verificar os dias e horários permitidos para carregar e descarregar o caminhão. Lembrando que isso é válido para saída do antigo apartamento e chegada ao novo lar.

Dica: vale conferir se no dia escolhido para mudança não há feiras livres ou eventos fechados que impeçam a passagem, e assim evitar atrasos.

4. Agende o desligamento dos serviços essenciais

Os serviços essenciais como: água, luz, telefone e gás devem ser cancelados com antecedência, antes da mudança, pois a maioria das empresas exigem um prazo para realizar o desligamento e transferência para o novo endereço. 

Geralmente a solicitação de desligamento e instalação de serviços essenciais para o novo endereço podem ser feitas por telefone e internet, através dos canais de relacionamento da empresa. Fique atento aos serviços de TV a cabo e internet, que também exigem um tempo para realizar a transferência de endereço. E lembre-se de verificar se há disponibilidade do serviço na região em que você irá morar.

5. Atualize o seu endereço de correspondência

Além dos serviços essenciais, é importante alterar o seu endereço de correspondência também. Durante uma mudança, são muitas as coisas que precisam ser resolvidas e a alteração de endereço, que é algo tão simples de fazer, pode passar despercebida.

Faturas de cartão de crédito, correspondências de banco, contas, plano de saúde e assinatura de revistas que ficam parados na sua antiga caixa de correio podem causar alguns aborrecimentos.

Por isso, informe as empresas sobre a sua mudança e atualize o seu endereço antecipadamente. Normalmente, assim como água, luz e telefone, é possível solicitar essa alteração via telefone ou internet.

Você vai perceber como é tranquilo começar a vida em uma casa nova, sem essas preocupações.

6. Desligue os eletrodomésticos

Muitas pessoas não sabem, mas é muito importante desligar a geladeira e o freezer da tomada 2 dias antes da mudança, pois evita vazamentos de água no dia do transporte. Após o desligamento, mantenha a porta da geladeira aberta e passe um pano limpo para secar.

Um dia antes, desligue o restante dos eletrodomésticos: fogão, micro-ondas, televisores, computadores etc. Este é o tempo que os equipamentos precisam para esfriar e serem encaixotados para o transporte.

Dica: para não ficar em dúvida na hora de instalar os equipamentos novamente, tire uma foto dos fios conectados para lembrar onde fica cada fio.

7. Desapegue do que não precisa mais

Mudanças podem dar muito trabalho, mas também são ótimas para refletir e analisar sobre todos os seus pertences. Aproveite este momento para desapegar do que não usa mais, do que não tem mais serventia ou do que não poderá ser levado para o novo lar.

Já que você terá que tirar tudo de dentro dos armários e gavetas, deixe para trás roupas que não usa mais, sapatos velhos, objetos quebrados e produtos vencidos. Separe o que está em bom estado e que pode ser doado ou vendido em plataformas online. Dessa forma, você levará para casa nova somente o que realmente importa.

8. É hora de encaixotar!

Com certeza, o momento de encaixotar os seus pertences é a parte mais cansativa da mudança. Para que esse trabalho seja mais prático, organizado e rápido comece por locais que você não usa com tanta frequência.

Lembre-se de identificar todas as caixas para saber o que está dentro de cada uma e a qual cômodo ela pertence. Por exemplo: livros/Sala, Copos/Cozinha. Assim, quando o caminhão descarregar sua mudança você poderá desempacotar os objetos de acordo com a suas necessidades. Não esqueça de escrever “frágil” nas caixas que possuem objetos sensíveis e que possam quebrar.

Utilize sacos de lixo para guardar itens leves como travesseiros, roupas de cama, almofadas, e bichinhos de pelúcia. Eles são resistentes e você não terá dificuldade para carregar. Você também pode aproveitar lençóis e cobertores para envolver objetos frágeis como quadros, vasos de vidro, televisão, espelhos etc.  Ao invés de caixas, aproveite as malas de viagem para carregar suas roupas.

9. Separe uma caixa ou mochila com itens de sobrevivência

A primeira noite na casa nova, em meio à caixas espalhadas por todos os cômodos, pode ser uma grande confusão. Por isso, prepare uma mochila com roupas e itens essenciais que você vai precisar durante e depois da mudança como: produtos de higiene pessoal, carregadores de celular, trocas de roupa e lençóis de cama.

Se você pretende fazer as primeiras refeições em seu novo cantinho, separe também uma sacola com pratos, talheres e copos (podem ser descartáveis), alguns alimentos e água.

10. É hora de colocar tudo no lugar!

Após a mudança, colocar tudo no lugar e deixar seu novo lar bem arrumado pode levar alguns dias. Por isso, a organização também é muito importante no momento de desencaixotar toda a mudança, para que as caixas não fiquem dias ou semanas encostadas pela casa.

Comece a desencaixotar pelos cômodos utilizados com maior frequência como: quartos, banheiros e cozinha.  Como você identificou as caixas por cômodo, cada uma estará em seu respectivo local, assim será mais fácil começar a organização.

Provavelmente, você não conseguirá arrumar todos os cômodos em um único dia, mas não se preocupe. Faça tudo com calma e paciência para que tudo fique arrumado e em seu devido lugar, assim, depois que você terminar essa etapa, poderá desfrutar do seu novo lar com muita tranquilidade.

Leia também: 5 dicas para escolher um apartamento

Gostou do nosso artigo? Tem mais alguma dica para gente? Comente aqui!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.