Alugar é uma tendência: entenda por quê as buscas por locação aumentaram

Uma dúvida que surge em algum momento da vida para todo mundo é: usar as economias e investir na casa própria ou optar pelo aluguel? A decisão, claro, vai depender de vários fatores, mas estamos observando que alugar é uma tendência e só aumenta.

A questão é que a geração millennials (aquela que nasceu entre o final dos anos 1980 e início dos anos 2000) entendeu que precisa de mobilidade ao invés da certeza de um imóvel próprio. Como as mudanças de endereço, emprego e cidade são mais frequentes do que as dos seus pais, por exemplo, a dinâmica de moradia também muda.

A colocação é de Fátima Galvão, diretora executiva da Galvão Locações. “Os jovens hoje não vêem a necessidade de fixação em um local. Hoje estão aqui, amanhã se surgir uma oportunidade, estarão em outro local. Dessa forma, é mais fácil alugar do que comprar.”

Em contrapartida, existem os que querem investir em imóveis para ter como renda. “Por outro lado, a instabilidade econômica tem feito com que possíveis compradores, aguardem uma maior estabilidade econômica para comprar/investir em imóveis. Mas mesmo assim, o mercado de compra e venda está estável nos últimos meses e comparando com os anos anteriores, as vendas estão melhores”, afirma ela.

Além disso, têm-se optado por qualidade de vida. Isso envolve o bairro onde você mora e quão distante sua casa fica do trabalho, supermercado, áreas de lazer e demais necessidades básicas.

Quando se trata de compra, nem sempre é viável morar em um bairro tão bom porque os preços são bem altos. “Ainda mais com as dificuldades de financiamento, hoje as ofertas de crédito estão mais restritas, impedindo muitas vezes a compra da casa própria”, conclui Fátima.

Então, conseguimos destacar alguns pontos:

  • O aluguel oferece maior mobilidade;
  • A instabilidade econômica faz com que as pessoas recuem na hora de comprar;
  • Os hábitos de consumo mudaram – as pessoas estão dispostas a investir em viagens e experiências a adquirir bens;
  • Em comparação à casa própria, o custo de manutenção é mais baixo;
  • As ofertas de crédito estão mais restritas;
  • Escolher onde você quer morar significa qualidade de vida.
alugar é uma tendência
Foto: Clem Onojeghuo/Unsplash

Cuidados na hora de escolher um imóvel para locação

Valores – lembre-se de que, além do custo do aluguel, há condomínio, IPTU, água, luz e gás, que são taxas de consumo individual do imóvel.

Negociação – dependendo do valor do condomínio, é possível negociar com o proprietário um desconto no aluguel. Afinal, ele vai ter que arcar com a taxa caso o imóvel fique vazio.

Local – mobilidade é importante e poupa tempo. Pesquise imóveis que fiquem perto do trabalho e/ou com fácil acesso ao transporte.

Vizinhança – quando você aluga um imóvel, aluga também a vizinhança. Vá ao local em diferentes horários, pergunte aos moradores o que lhes incomoda, verifique se a região tem uma boa infraestrutura, se é segura.

Conservação – inspecione o imóvel para verificar se as instalações estão em ordem ou se há vazamentos ou problemas estruturais.

Profissional – procure uma imobiliária. Essas empresas têm a responsabilidade civil de proporcionar locação segura; caso aconteça algum imprevisto, o inquilino tem a quem recorrer.

 

Já que você veio até aqui, separamos alguns conteúdos que podem te interessar:

Fique de olho nos direitos básicos do inquilino

Quem é você na hora de alugar?

3 dicas de como melhorar seu apartamento para locação

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.