Dicas de locação para estudantes

Durante os meses de julho e janeiro, a procura por imóveis aumenta consideravelmente. Uma parcela desse aumento se deve aos calouros, que precisam mudar de cidade ao ingressar na universidade.

Como a maioria lida com essa situação pela primeira vez na vida, alguns pontos são muito relevantes na hora da procura do imóvel. Listamos algumas dicas de como não ficar em apuros e ainda garantir um lugar incrível para os anos mais esperados da vida.

Localização

Como você está vindo para estudar, o mais fácil é que você fique perto da universidade. Isso vai facilitar várias questões como transporte. Mas se você tem família ou amigos na cidade, também é interessante ficar perto deles, já que podem te ajudar na ambientação.

VEJA TAMBÉM: DESCUBRA O BAIRRO IDEAL PARA VOCÊ

Transporte

Se ir a pé não for possível, você vai precisar recorrer ao sistema público de transporte. A URBS disponibiliza os itinerários no site, a Prefeitura pode informar o melhor ônibus para o seu trajeto através do número 156 e o Google Maps também quebra um galho.

Busque imobiliárias

Ao descobrir o bairro ideal, é hora de buscar quem possa te ajudar na busca por imóveis. Hoje existem vários edifícios que fornecem lavandaria, academia e até cafeteria na estrutura do prédio. Isso facilita a vida de quem vive na correria.

Você também tem a opção de alugar direto com o proprietário, mas, nesse caso, as condições de aluguel ficam mais soltas e você pode sofrer consequências no futuro. Já a imobiliária garante vários direitos ao morador e faz essa ponte sem problemas.

CONVERSE COM A GALVÃO LOCAÇÕES POR WHATSAPP

Formas de contrato

Ao fechar o contrato, a imobiliária vai apresentar diferentes opções de garantia, que deverão ser analisadas pelo locador. Uma das mais procuradas pelos estudantes é a apresentação de um fiador, que fica responsável pelo pagamento do aluguel em caso de inadimplência.

Outra opção bastante utilizada é o seguro fiança locatícia. Essa alternativa custa até duas vezes o valor do aluguel e garante ao proprietário do imóvel o pagamento dos encargos assumidos na locação em caso de inadimplência.

Também é possível contratar um título de capitalização, concorrendo a premiações durante a vigência do contrato. O custo desse serviço varia entre seis e 12 vezes o valor do aluguel, e o contratante pode receber integralmente o valor investido ao final do contrato. Em caso de inadimplência, o proprietário pode solicitar o resgate do título e utilizar o valor para quitar os débitos.

A última opção disponível e a caução de imóveis, que pode cobrar do inquilino até três vezes o valor do aluguel. Essa opção tem sido cada vez menos utilizada, mas ainda é permitida pela legislação.

Cada uma delas vai exigir uma documentação específica, então o ideal é conferir qual funciona melhor para você e qual o prosseguimento junto com a imobiliária.

Depois disso, é só preparar a mudança e se jogar na cidade nova, com vários desafios e surpresas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.