Ano novo… Metas e objetivos novos!

Pare e pense na sua trajetória, você está feliz com o rumo que a vida tomou?

Se a sua resposta para a pergunta acima for não então você precisa conhecer o novo processo que está circulando entre pessoas com os mais diferentes perfis: o coaching. A ferramenta possibilita o desenvolvimento pessoal e profissional e está mudando a forma com que muita gente tenta alcançar seus objetivos e metas.

10.comportamento (1)

Três palavras importantes:
Coaching: o processo.
Coach: o profissional que está habilitado para atuar.
Coachee: a pessoa que está buscando o auxílio.

A seguir vamos te apresentar melhor um recurso que visa aumentar o desempenho e os resultados positivos de um indivíduo, grupo ou empresa, por meio de metodologias, ferramentas e técnicas conduzidas por um profissional. O coach (neste caso o profissional) forma uma parceria dinâmica e sinérgica com o cliente, o coachee (quem se dispõe a fazer o processo). Os elementos chaves do processo de coaching são: foco, ação, sentimento/sensação, evolução contínua e resultados.

Ou seja, o coaching é uma metodologia focada em ações do cliente para a realização de suas metas e desejos em um determinado espaço de tempo, liberando o potencial do indivíduo para que este maximize seu desempenho e faça o que antes acreditava impossível.

Para acabar com todas as suas dúvidas a Viva Melhor conversou com a master coach e terapeuta holística Tatiana Girardi. “Abri o Espaço do Bem-Estar em 2008 e em 2011, durante meus atendimentos de terapias holísticas, senti que precisava de mais instrumental prático para receber meus clientes e foi aí que busquei a primeira formação em coaching”, conta.

Viva Melhor – Como funciona?
Tatiana Girardi – Normalmente é feito um encontro que chamo de pré-coaching para entender se a ferramenta vai ajudar a pessoa. A partir de então começamos gradativamente a construir o processo, traçamos o estado futuro desejado, bem como as questões que a pessoa quer trabalhar, sempre focando no objetivo. Entre uma sessão e outra tem tarefas que servem para que o coachee mergulhe em autoconhecimento. No encontro seguinte as atividades feitas são debatidas, conversamos acerca dos insights e outras novas são criadas. A ideia é que a pessoa se estude profundamente com ferramentas para isso e acompanhada por um profissional. Costumo dizer que cada sessão é um retalho com o qual formaremos uma colcha ao final do processo.

V.M – E o que ela descobrirá com esses estudos?
T.G – Além de suas potencialidades, suas crenças limitadoras e seus padrões mentais que podem estar prejudicando o seu desenvolvimento, por exemplo.

V.M – Quais são essas potencialidades?
T.G – Pode desenvolver inteligência emocional para melhorar a relação consigo mesmo e com o outro, criar crenças e padrões mentais libertadores e fortalecedores e também entender melhor suas motivações. O perfil comportamental ficará mais claro.

V.M – É possível resolver várias questões e definir vários objetivos dentro de um mesmo processo de coaching?
T.G – Depende, isso é muito particular e deve ser tratado caso a caso.

V.M – E para quem é indicada essa ferramenta?
T.G – Para aqueles que desejam trabalhar com as questões do presente, focando um objetivo futuro, seja a curto, médio ou longo prazo.

V.M – Você disse que há quem confunda o coaching com outro método, pode explicar?
T.G – As pessoas tendem a confundir com terapia. A grande diferença é que no coaching não tratamos de feridas ou traumas emocionais e nem de passado. O foco é o presente e o futuro. Vale lembrar que em hipótese alguma o coaching e mesmo a terapia holística substituem uma terapia tradicional. Dependendo do caso, todas podem se complementar.

V.M – De quantos processos de coaching uma pessoa pode participar?
T.G – Desde que não sejam ao mesmo tempo, de quantos quiser.

V.M – E se os resultados que eu almejo não forem alcançados durante o processo?
T.G – Um processo de coaching serve para colocar luz no caminho, mas essa estrada a ser trilhada é solitária. Ainda que não alcance num primeiro momento, certamente o percurso fica infinitamente mais claro e com isso ficará mais fácil chegar ao seu destino. Afinal, andar no claro é bem mais fácil que no escuro.

V.M – Quanto tempo dura todo o processo?
T.G – Depende do profissional e da necessidade do coachee, mas normalmente são 10 encontros que duram de 1h a 1h30. Varia se estes forem semanais, quinzenais ou mensais.

V.M – Quanto custam as sessões em média?
T.G – Depende muito do profissional, pois não existe uma tabela. Existem sessões de R$200 a R$ 600 a hora ou mais.

Coaching é um processo, com início, meio e fim, definido em comum acordo entre o coach e o coachee, onde o coach apoia o cliente na busca de realizar metas de curto, médio e longo prazo, através da identificação e desenvolvimento de competências, como também do reconhecimento e superação de adversidades.”
José Roberto Marques
Um dos pioneiros em Coaching no Brasil e um dos maiores e mais requisitados Master Coaches do nosso país.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.